Semifinalista em 2018, Cecchinato sofre virada épica de Mahut e deve sair do top 40

Por José Morgado - Maio 26, 2019

Há um ano, o italiano Marco Cecchinato chegou a Roland Garros sem nunca antes ter vencido qualquer encontro em torneios do Grand Slam. Ganhou cinco seguidos e só parou… nas meias-finais. Agora, voltou como top 20 mundial e caiu na primeira ronda!

O transalpino, que se tem conseguido manter entre os melhores do Mundo — com ajuda de um par de títulos ATP 250, sofreu uma virada incrível diante do veterano Nicolas Mahut, que está praticamente retirado de singulares (253.º do ranking) mas recebeu wild card para jogar em Paris, por 2-6, 6-7(6), 6-4, 6-2 e 6-4, num encontro que foi disputado no novo court Simonne Mathieu e que foi sem dúvida o momento mais marcante desta primeira jornada em Roland Garros.

https:\/\/bolamarela.pt//bolamarela.pt//twitter.com/FueBuena/status/1132666332594483202

No final, o seu pequeno filho fez questão de lhe dar os parabéns em court, com um forte abraço que emocionou os espectadores no estádio… e em casa.

Apaixonei-me pelo ténis na épica final de Roland Garros 2001 entre Jennifer Capriati e a Kim Clijsters e nunca mais larguei uma modalidade que sempre me pareceu muito especial. O amor pelo jornalismo e pelo ténis foram crescendo lado a lado. Entrei para o Bola Amarela em 2008, ainda antes de ir para a faculdade, e o site nunca mais saiu da minha vida. Trabalhei no Record e desde 2018 pode também ouvir-me a comentar tudo sobre a bolinha amarela na Sport TV. Já tive a honra de fazer a cobertura 'in loco' de três dos quatro Grand Slams (só me falta a Austrália!), do ATP Masters 1000 de Madrid, das Davis Cup Finals, muitas eliminatórias portuguesas na competição e, claro, de 13 (!) edições do Estoril Open. Estou a ficar velho... Email: josemorgado@bolamarela.pt