Sem Federer e Wawrinka, Luthi recorre a miúdo de 15 anos… e ganha encontro de pares frente à Rússia

Por Nuno Chaves - Fevereiro 2, 2019

Já não é novidade as incríveis histórias que a Taça Davis nos oferece e este sábado foi mais um exemplo disso mesmo. A Suíça, que recebe a Rússia na luta por um lugar nas Davis Cup Finals, perdeu os dois jogos desta sexta-feira e estava obrigada a vencer o par para deixar tudo em aberto.

Até aqui, tudo bem. O que merece destaque é a solução que Severin Luthi arranjou. Sem Roger FedererStan Wawrinka, o selecionador suíço chamou Henri Laaksonen e… o jovem de 15 (!) anos Jerome Kym, para derrotar Evgeny DonskoyAndrey Rublev com os parciais de 4-6, 6-3 e 7-6(1), em praticamente duas horas de jogo.

Histórias que só na Taça Davis são possíveis.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.