Rui Machado confiante: «Que o fator casa, a nossa comida e a nossa gente façam a diferença!»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Março 2, 2022

Rui Machado, capitão da Seleção Nacional, mostra-se confiante nas possibilidades de Portugal para a eliminatória de permanência no Grupo I Mundial da Taça Davis. A equipa portuguesa vai medir forças com a Polónia no Complexo de Ténis da Maia e o técnico português traçou o retrato daquilo que espera, bem como falou daquilo que poderão ser as suas escolhas.

Como têm corrido os treinos

“Treinos têm corrido muito bem. A equipa está toda muito bem. Chegamos aqui em forma. Estes primeiros dias têm sido para adaptar as condições, apesar de serem condições que muitos deles conhecem muito bem. Tivemos oportunidade de jogar há muito pouco tepmo, com as mesmas condições, mesmas bolas. Tem sido um pouco isso. Foi importante voltar a estarmos juntos, a treinar juntos, afinar pormenores técnicos. Estamos à espera de uma eliminatória bastante difícil, contra uma equipa que tem tido muito bons resultados como seleção. Não trazem o número um deles, mas vêm com uma equipa muito competitiva, com um nível parecido à nossa. Estou confiante no nível dos nossos jogadores, no momento de forma em que estão. Estou confiante que o fator casa possa fazer a diferença. Que a nossa comida, a nossa gente, façam a diferença!”

Situação de Frederico Silva

“O Frederico não recuperou a tempo da lesão no ombro esquerdo. Está cá para apoair a equipa. Assim que soube convidei o Pedro Sousa para vir cá treinar com a equipa e vou inclui-lo. Ter um jogador como o Pedro, que pudesse vir treinar connosco, era um luxo. Não sabíamos se ele podia ou não competir, mas tivemos a resposta de que pode estar na equipa. Já era luxo tê-lo como parceiro de treino e agora pertence à equipa caso seja necessário.”

Ideias para a equipa

“Como capitão venho sempre com uma ideia porque não acredito que seja num ou dois dias que as coisas mudem totalmente. Vou pensando. Não venho com uma ideia fechada, mas também não é totalmente pelos resultados dos sets de treino, por um dia ou outra, mas pelo que acredito que é melhor para a equipa, pelo momento de forma de cada jogador, do adversário que vamos encontrar. O Pedro é uma opção, mas claramente está menos rodado que os seus colegas.”

Que fatores vão fazer a diferença

“A garra da nossa equipa, o campo de terra batida, o apoio do público. São esses que gostava de destacar. São os que jogam a nosso favor. Tenho muitos anos de ténis neste nível e tudo pode acontecer. Mas quero acreditar que esses vão ser os que vão marcar a diferença.”

Formato da Taça Davis

“É um formato que não tem sido muito favorável para nós. Temos utilizado os jogadores muitas vezes tanto nos singulares como nos pares. Se a equipa tiver um leque de soluções diferente que possa deixar os jogadores melhor preparados em cada encontro, melhor. Temos sentido isso na pele contra outras equipas. Nomeadamente o João tem feito um esforço enorme, a jogar um par e um singular depois. Não é uma questão física, mas mesmo pelo desgaste emocional.  Vamos ver como reagimos aos jogos.”

Rússia e Bielorrússia banidos da Taça Davis e Billie Jean King Cup

“É um tema complicado. Nenhum elemento da nossa equipa gosta daquilo que vê. Mas penso que ninguém está muito confortável em emitir grandes opiniões. Não gostamos do que vemos, das imagens que nos aparecem todos os dias. Estamos todos a torcer para que isto não continue.”

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.