Rocha, Gomes e Falcão a um passo do quadro em Loulé

Por Bola Amarela - Outubro 11, 2021
rocha-loule

Henrique Rocha, Gonçalo Oliveira e Miguel Gomes qualificara-se, esta segunda-feira, para a ronda de acesso ao quadro principal de singulares do Loulé Open, torneio internacional de 25.000 dólares que o Clube de Ténis de Loulé organiza pelo 11.º ano consecutivo.

Atual campeão nacional de sub 18 e número 100 do ranking mundial de juniores naquele que ainda é o seu primerio ano no escalão, Henrique Rocha superou o compatriota Martim Simões (também de 17 anos) por 7-5 e 6-3 em 1h24 no encontro de estreia em Loulé, depois de ter ficado isento da primeira ronda por ser 10.º cabeça de série, e marcou encontro com o espanhol Alberto Barroso Campos, 772.º ATP.

Praticamente à mesma hora, Gonçalo Falcão (1383.º do ranking ATP) também se estreou com uma vitória nesta edição do Loulé Open, mas precisou de trabalhar para derrotar o espanhol Nil Boixader Roca por 5-7, 6-4 e 10-8. O português de 33 anos vai discutir o acesso ao quadro com o luxemburguês Raphael Calzi, número 1836 ATP.

A última vitória lusa do dia foi assinada por Miguel Gomes, 16.º cabeça de série, que superou tranquilamente o eslovaco Mihailo Kecojevic (sem ranking) por 6-0 e 6-2 para seguir os passos dos compatriotas e colocar-se à distância de um triunfo de chegar ao quadro principal. Para isso, o jovem do CAR — que este ano foi top 30 mundial de sub 18 — terá de passar por Tim Heger, alemão que é o 1523.º colocado na tabela ATP.

Em sentido contrário, Bernardo Teixeira (7-6[4] e 6-1 favoráveis ao ex-top 200 Elliot Benchetrit), Afonso Portugal (6-2 e 7-6[9] para Alan Rubio Fierros) e Illia Stoliar (6-4 e 7-6[8] para Gabriele Moghini) foram eliminados na segunda ronda da qualificação.

Esta terça-feira arrancam os quadros principais de singulares e pares. Na variante individual Tiago Cação foi o único a ter entrada direta, enquanto Luís Faria, Pedro Araújo e Francisco Cabral (que nas últimas três semanas jogou três finais de pares em Challengers ao lado de Nuno Borges) foram contemplados com wild cards.

Pelo menos um deles estará na segunda ronda, uma vez que o sorteio ditou um duelo de parceiros de treino (ambos do Centro de Alto Rendimento da Federação Portuguesa de Ténis) entre Tiago Cação e Luís Faria.

Bola Amarela