Raonic defende Murray e quer treinadores mais longe do court

Por José Morgado - Agosto 31, 2021
milos-raonic

Milos Raonic, um dos muitos ausentes deste US Open 2021, alinhou-se esta terça-feira com Andy Murray depois da recente polémica na primeira ronda do último Grand Slam da temporada, em que o britânico acabou eliminado na primeira ronda pelo grego Stefanos Tsitsipas, com controvérsia pelo meio.

“O Andy tem razão”, começou por dizer o canadiano de 30 anos, que jogou apenas um encontro desde março. O canadiano prosseguiu com a sua opinião sobre o coaching. “Por que é que os treinadores e as boxes estão tão perto do court? É um desporto individual. Os problemas de coaching resolvem-se afastando os treinadores do court. O US Open devia ter aprendido a lição com os acontecimentos recentes”, disparou, referindo-se claramente ao episódio que envolveu Serena Williams e Carlos Ramos.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.