Raducanu: «Não me ia importar se agora descesse para número 1000 do Mundo»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Agosto 3, 2022

Emma Raducanu é a número 10 do ranking WTA nesta altura, mas a verdade é que vem aí um momento em que a britânica vai defender a maior fatia dos seus pontos. Em causa está o título no US Open, onde Raducanu garante que vai entrar com menos pressão do que aquela que tem sentido desde essa caminhada histórica.

“Sinto-me mais sábia em relação ao pós-US Open ou ao início da temporada. Tinha expectativas sobre mim mesma que não eram reais. Agora simplesmente aceito tudo. Sei que não vai ser fácil, mas aceitava ter de começar de novo. Não me ia importar se agora descesse para número 1000 do Mundo”, afirmou.

Mas o que é que faz Raducanu ter esta certeza? “Sei que, como campeã do US Open, de alguma forma conseguiria voltar ao meu lugar. Sei que vou precisar de tempo, mas aceito isso e tenho vontade para ver onde é que esta viagem me vai levar”, rematou, ela que esta semana está em Washington.

  • Categorias:
  • WTA
Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.