Raducanu explica despedimento de mais um treinador: «Sinto que estou muito mais cómoda»

Por Nuno Chaves - Abril 28, 2022

Emma Raducanu continua a saltar de treinador em treinador e, para o WTA 1000 de Madrid, vai estar a trabalhar com a Federação Inglesa de Ténis, depois de ter despedido Torben Beltz, no início da semana.

A campeã do US Open fez a antevisão ao torneio espanhol e, sem surpresas, abordou um dos temas do momento. “O Torben é um grande rapaz, desfrutei muito do tempo que passei com ele, tanto dentro como fora do court. É uma das pessoas mais simpáticas com quem trabalhei. Foi duro despedir alguém como ele mas sinto que estou muito cómoda com o treino que estou a receber agora, estou com muita confiança com o que estou a fazer e em como estou a fazer”, começou por dizer.

“A situação ideal é que agora estou contente. Mais à frente gostava de dar mais ênfase aos sparrings, é algo fundamental conforme passo mais tempo no circuito. Tenho de me adaptar à velocidade de bola das melhores jogadores”, disse, recordando o duelo com Iga Swiatek.

“Tentei habituar-me à velocidade de bola dela nos primeiros jogos, por isso é que tive um início tão lento, por isso, gostava de ter este tipo de treinos de forma diária. Conforme passo mais tempo no circuito, a defrontar este tipo de jogadoras, aprendo mais e percebo aquilo que necessito”, concluiu.

  • Categorias:
  • WTA
Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.