Raducanu: «As pessoas vão opinar mas elas não me importam. Só penso nas minhas expetativas»

Por Nuno Chaves - Dezembro 10, 2021

Emma Raducanu foi uma das grandes surpresas da temporada e a isso deve-se a conquista no US Open, no entanto, desde aí, as coisas têm sido diferentes.

Desde o inédito título venceu apenas dois jogos e perdeu três, ainda assim, a britânica garante estar tranquila e desligada do que vem de fora. “As pessoas vão opinar e ter expectativas sobre mim mas não penso nelas. Não me importam. O que me importa são as minhas próprias expetativas, o que quero conseguir e pelo que luto”, revelou, sem rodeios, à Sky.

Nesta entrevista, a número 19 mundial falou sobre os momentos que mais recorda no US Open. “As minhas melhores memórias de Nova Iorque são o quão bem me senti por lá. Senti que tive de enfrentar os meus próprios obstáculos. A primeira vez que entrei no Arthur Ashe Stadium estava super nervosa, tive um começo muito mau e lento mas dei conta que podia superar. No final já estava a lidar melhor com tanta gente ali a ver”, contou.

“Cheguei a Nova Iorque a pensar que podia passar, talvez, o qualifying. Estava muito cansada. Acho que, ao dia de hoje, a chave foi eu ter centrado em cada dia. O tempo voava: nos últimos dias só pensava que não queria terminar. Estava nas rondas finais a pensar: ‘se estou aqui… por que não?'”, concluiu.

  • Categorias:
  • WTA
Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.