Pouille: «Quando o Djokovic joga assim é o melhor tenista do mundo»

Por Nuno Chaves - Janeiro 25, 2019
Tennis – Australian Open – Semi-final – Melbourne Park, Melbourne, Australia, January 25, 2019. Serbia’s Novak Djokovic and France’s Lucas Pouille greet each other after the match. REUTERS/Lucy Nicholson – UP1EF1P0SM43S

Lucas Pouille viu a sua caminhada chegar ao fim, após uma derrota clara frente a Novak Djokovic nas meias-finais do Open da Austrália, a sua melhor participação de sempre, em torneios do Grand Slam.

No final do jogo, o tenista francês era um homem resignado. “Não foi um encontro fácil como podem imaginar. Tentei encontrar uma solução mas não consegui. Se queria lutar pelo marcador ou ficar 4-4 em cada set tinha de colocar 90% ou 100% de primeiros serviços e acho que nem assim me ia aproximar. Ele foi incrível. Foi demasiado bom”, reconheceu o número 31 mundial.

“Quando o Novak joga assim é o melhor jogador do mundo, não há dúvida. Move-se muito bem desde o fundo e não comete erros. Faz de uma forma perfeita a transição defesa-ataque. Está a jogar de uma forma perfeita. Espero que não continue assim durante muito tempo. Vamos ver como vai ser no domingo porque o Rafa parece estar a jogar muito bem também. Vai ser uma grande final”, afirmou o gaulês.

Apesar da derrota clara, Pouille ficou contente com a sua prestação. “Saio contente pelo torneio que fiz. Dá-me muita confiança para o resto da temporada. Creio que tenho de melhorar o meu serviço. Tenho que me sentar com a minha equipa e ver o que posso fazer para tentar ganhar ao Nole na próxima vez” disparou.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.