Osaka ao ataque: «Quem me disse para deixar a ‘política’ fora do desporto motivou-me para ser campeã»

Por José Morgado - Setembro 16, 2020
Osaka

Naomi Osaka, campeã da edição de 2020 do US Open, viveu uma quinzena intensa em Nova Iorque, tanto dentro como fora de campo. A japonesa de 22 anos foi uma voz ativa na luta contra a violência policial e discriminação racial nos Estados Unidos, apesar de ter sido muito criticada por uma facção dos seus seguidores, que defendia que Osaka deveria concentrar-se… em jogar ténis.

“Todas as pessoas que me disseram que eu deveria deixar a política [e aquilo que eu defendi nada tem a ver com política] fora do desporto motivaram-me para vencer o torneio. Acreditem que vou tentar aparecer nas vossas televisões o máximo de tempo possível”, disparou nas redes sociais.

Osaka utilizou uma máscara diferente a cada ronda, homenageado uma vítima mortal da violência policial nos Estados Unidos.

  • Categorias:
  • WTA
José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.