Os números que ajudam a explicar o domínio absoluto de Nadal em terra batida

Por Nuno Chaves - Abril 11, 2019

Já não é novidade a capacidade e domínio que Rafa Nadal apresenta em cada temporada de terra batida. O número dois mundial está prestes a chegar ao seu habitat mas para perceber a preponderância do maiorquino no pó de tijolo vamos analisar os números.

O ATP publicou um estudo dos últimos quatro anos de Nadal em Monte Carlo, Barcelona, Madrid, Roma e Roland Garros (estes torneios representam 46 dos 80 títulos de Rafa na carreira) sobre vários dados que ajudam a perceber vários aspetos, nomeadamente, a forma como aborda cada jogo de serviço nestas provas.

Nos últimos quatro anos, sempre que Nadal começou a vencer por 30-0 perdeu apenas 12 dos seus… 424 jogos de serviço, ou seja, venceu 97% dos jogos. E quando está 15-15 o cenário é igualmente confortável: em 392 jogos cedeu 68, conquistando um total de 83% dos jogos. E se quando o resultado está em 0-30, com as coisas aparentemente complicadas, Nadal consegue muitas vezes dar a volta ao marcador: em 105 jogos de serviço onde se verificou este resultado, recuperou em 51, alcançando 49% dos jogos.


Quadro: ATP

E quando Nadal responde ao serviço, a oportunidade de break é sempre uma constante. Quando o resultado está em 15-15 no saque do adversário, o espanhol conquistou 43% dos jogos. E se quando o resultado aponta 30-0 para o rival até pode ter vencido apenas 17%, quando vence por 0-30, Nadal conquistou… 77% dos jogos de serviço dos adversários. Números impressionantes.

Quadro: ATP

 

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.