Onze vitórias portuguesas no Mundial Individual de Seniores em Portugal

Por Patrícia Oliveira - 12 Agosto, 2019
mundial-individual-seniores

O Campeonato do Mundo de Seniores Individual, organizado pela Federação Portuguesa de Ténis, começou no passado dia 10 e termina a 17 de Agosto, tendo lugar no CIF, em Lisboa, e no Estádio Nacional.

Entre os 582 jogadores de 49 países estão 36 portugueses, curiosamente repartidos de igual forma entre géneros: 18 jogadores e 18 jogadoras.

José Carlos Santos Costa, diretor do torneio, afirma que “as jogadoras portuguesas seniores têm grande qualidade tenística, por vezes superior à dos homens, quando comparadas com a elite internacional. Por isso é normal que muitas se tenham inscrito no Mundial. Por outro lado, elas agem mais em grupo quando viajam de torneio para torneio. Os homens competem mais isoladamente. E essa realidade acaba por desenvolver o setor feminino sénior”.

Nesta segunda jornada, no que se refere aos quadros principais de singulares, registaram-se 11 vitórias portuguesas: 5 jogadoras e 6 jogadores.

Nos torneios femininos, Luísa Gouveia, uma das tenistas portuguesas mais cotadas deste Mundial, surge como 16ª cabeça-de-série do quadro +55. Derrotou, ontem, a francesa Isabelle Labadie por 6-3 e 6-2. O grande resultado do dia veio de Isabel Cunha de Eça (+60), antiga campeã nacional de veteranos, que dominou a holandesa Karien Theeuwes, 10ª cabeça-de-série, por 6-2, 5-7 e 7-5.

As restantes vitórias portuguesas no escalão feminino foram conseguidas por Marília Madeira Pinto, que bateu a neozelandesa Jeannette Elley por 6-2 e 6-3, Deolinda Duarte superou a alemã Sabina Henin por 6-2 e 6-1 e a campeã nacional, Maria do Carmo Santos, derrotou a finlandesa Heli Petaia pelos parciais de 6-2 e 6-2.

Quanto aos torneios masculinos da 39ª edição dos Mundiais Individuais, o encontro de destaque veio por parte de Nuno Delfino (+50). O português venceu o argentino Rafael Collomb por 6-2, 1-6 e 6-3, num jogo que durou três horas. Ainda no mesmo escalão, Pedro Martins derrotou o seu parceiro de pares, Emmanuel Egbeama por 7-5 e 6-4, Vasco Graça vergou Juan Gomez (6-1 e 6-3) e Carlos Santos deu conta do indiano Sudhir Gothe por 6-2 e 7-6 (4).

No escalão +55, o atual campeão nacional, Paulo Travassos, arrasou Harald Kiessler por 6-1 e 6-0, enquanto nos +60 Rui Marques venceu Nelson Francisco Germann por duplo 6-2.

Os Mundiais Individuais incluem ainda pares femininos, masculinos e mistos, num total de 22 torneios em simultâneo que se realizam ao longo desta semana.

Patrícia Oliveira