O que é preciso para chegar ao playoff das Davis Cup Finals? Está aqui tudo o que precisa de saber

Por Pedro Gonçalo Pinto - Setembro 17, 2021

Já está a todo o vapor um fim-de-semana carregado de ténis de seleções na Taça Davis. Joga-se em várias divisões, mas os olhos estão postos no Grupo I Mundial, onde Portugal e Brasil estão em grande destaque. A seleção portuguesa está na Roménia, enquanto os brasileiros vão ao Líbano, com ambos os países a correrem para garantirem um lugar nos qualifiers das Davis Cup Finals, ou seja, o playoff que dá direito a um lugar na fase final em 2022.

No entanto, ganhar pode não ser suficiente para entrar nesses qualifiers. Passamos a explicar. Entre as 12 eliminatórias que se jogam entre esta sexta-feira e domingo, os oito vencedores com melhor ranking garantem o acesso a esse playoff diretamente, enquanto as outras quatro seleções que triunfarem vão ser sorteadas entre si em mais uma eliminatória para definir os outros dois apurados.

Nesse sentido, o Brasil apenas depende de si próprio, uma vez que é o 8.º cabeça-de-série, mas o mesmo não se pode dizer de Portugal, que é o 10.º favorito. Ou seja, precisa que dois pré-designados caiam nesta fase para garantir que uma eventual vitória frente à Roménia garante o acesso aos qualifiers. Tendo em conta que o Japão já venceu, Portugal precisa que entre Bélgica (defronta Bolívia), Argentina (Bielorrússia), Holanda (Uruguai), Chile (Eslováquia), Índia (Finlândia), Uzbequistão (Noruega) e Brasil (Líbano), dois fiquem pelo caminho. Ou apenas um se a Coreia do Sul perder com a Nova Zelândia.

Resolvida esta questão, quem vai entrar nesses qualifiers além dos 10 que saem da fase atual? Ora, a esses 10 juntam-se 16 das 18 equipas que este ano vão jogar as Davis Cup Finals. Por outras palavras, todos os que lá estão à exceção do campeão e do finalista vencido, dentro desta lista: Austrália, Áustria, Canadá, Colômbia, Croácia, República Checa, Equador, França, Alemanha, Grã-Bretanha, Hungria, Itália, Cazaquistão, Rússia, Sérvia, Espanha, Suécia e Estados Unidos. Ainda assim, duas das que vão jogar os qualifiers recebem wild card para as Finals, pelo que haverá 12 embates para definir esse playoff e o elenco das Davis Cup Finals de 2022, que já contará com o campeão de 2021, o vice-campeão e as tais duas nações convidadas.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.