Nadal: «Supersticioso? Se assim fosse, mudava de ritual depois de cada derrota»

Por Tiago Ferraz - Novembro 2, 2020
nadal-roland

O tenista espanhol e número dois mundial Rafael Nadal deu uma entrevista extremamente interessante ao Corriere Della Sera onde falou de vários assuntos e nega ser supersticioso:

“Não, não sou supersticioso. Se assim fosse, mudava os meus rituais depois de cada derrota. A minha vida muda constantemente e jogar é muito diferente de treinar. O que vocês chamam de ‘tiques’, para mim é uma forma de limpar a cabeça uma vez que sou uma pessoa muito desorientada. É a forma que eu tenho de me concentrar e de silenciar as minhas vozes internas. É para não ouvir essas vozes que me dizem que vou perder ou para calar as vozes  que dizem vou ganhar”, salientou.

Rafael Nadal deixa ainda palavras muito elogiosas para a sua esposa Maria Francisca Perello:

“Ela é o meu ponto de estabilidade. Conheço-a desde sempre. Conheço-a desde que éramos pequenos”, salientou o número dois mundial.

O maiorquino estreia-se no Masters 1000 de Paris diante do também espanhol Feliciano López que conseguiu uma boa vitória na primeira ronda diante do top 30 Filip Krajinovic.

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.