Nadal: «No ténis podemos perder por falta de sorte. De dois em dois anos»

Por Bola Amarela - Julho 23, 2019

Rafael Nadal, número dois mundial, recebeu esta semana o canal espanhol ‘Movistar’ na sua Academia e abriu o coração sobre alguns momentos da sua carreira. Aos 33 anos, o maiorquino já tem experiência suficiente para perceber que as coisas nem sempre correm como planeado na carreira de um atleta profissional. E é por isso, e por que o sucesso não cai do céu, que Nadal decidiu construir uma Academia.

“Aqui tento dar ferramentas aos miúdos para serem melhores. Temos trabalhado bem e estamos na direção certa. Quando era criança, eu gostava mais de futebol do que de ténis, mas ter as orientações certas ajudou-me a tomar as decisões melhores e fazer o que era certo para a minha vida”, confessou o espanhol sobre os tempos em que não sabia exatamente o que queria ser.

Rafa, que voltará a competir no ATP Masters 1000 de Montréal, falou do fator sorte no ténis. “Não acredito na sorte e no azar. Isto não é futebol. No ténis podemos perder um encontro por falta de sorte, mas isso acontece de dois em dois anos.”

Bola Amarela