Nadal: «Estava muito mais húmido e a minha bola não andava»

Por José Morgado - Setembro 20, 2020
nadal-shirt

Rafael Nadal, número dois mundial e nove vezes campeão do ATP Masters 1000 de Roma, foi surpreendido este sábado nos quartos-de-final do torneio italiano, ao perder diante de um super Diego Schwartzman, num encontro em que não esteve perto do seu melhor nível.

Foi uma noite má contra um adversário que jogou muito bem, o crédito vai para ele. Para mim, o demérito por não ter feito as coisas bem o suficiente. A atitude foi a certa até o fim, dei-me oportunidades, mas quando perdes o serviço tantas vezes é impossível vencer neste nível. Por alguma razão hoje estava muito mais húmido, a minha bola não andava tanto quanto nos dias anteriores. Muitos meses sem competir, sem ter uma capacidade automática de adaptar às condições. Este é um ano especial”, confessou em conferência de imprensa.

Nadal revelou que ainda vai regressar a Maiorca antes de rumar a Paris e deixou muitos elogios a Schwartzman. “O Diego fez um ótimo encontro e eu não. Quando isso acontece, perdes. Essas coisas podem acontecer. Ele é um dos melhores jogadores do Mundo. Depois de ficar tanto tempo sem competir, fiz algumas partidas boas e hoje joguei uma péssima contra um grande rival. Assim são as coisas. Quero dar os parabéns ao Diego, vou continuar a trabalhar.”

E agora… Roland Garros. “Há muitas coisas a fazer, a melhorar. Eu sei o que tenho a melhorar e a trabalhar”.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.