Murray nem se compara: «Não mereço ter uma despedida como a de Federer»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Setembro 25, 2022

Andy Murray esteve envolvido bem de perto no fim de carreira de Roger Federer. Tratou-se de uma experiência especial para todos, sendo que as perguntas ao britânico circularam muito à volta de um possível adeus à competição também estar a surgir para ele. Ora, o britânico fez questão de deixar algo bem claro.

“Não estou a pensar nisso agora. Não o vou fazer e não mereço ter uma despedida como a de Federer. O Roger merecia esta noite e foi super especial ter todos os rapazes ali de lado no court a ver. Tornou tudo realmente especial. Mas eu não vou ter um encontro de despedida”, começou por exemplar.

Embora não queira pensar nisso, Murray deixa já uma ideia. “Provavelmente vou anunciar quando jogar o meu último torneio e algo assim do género, mas quando vai ser não sei. Continuo a jogar ténis competitivo e sinto-me bem fisicamente contra os melhores jogadores. Só tenho de começar realmente a converter algumas oportunidades para ganhar encontros apertados. Tão simples como isso”, sublinhou.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.