Moya assume o novo objetivo para a época de Rafael Nadal

Com um pé ainda na festa de celebração do 16.º Grand Slam de Rafael Nadal e o outro já no court, Carlos Moya aponta ao próximo objetivo. O antigo número um mundial, que se juntou à equipa técnica do espanhol de 31 anos na pré-temporada, assume que o trabalho para o resto da época se vai fazer tendo em vista terminar o ano na ponta do ranking.

“Quem é que não estaria motivado para isso?”, perguntou, em jeito de afirmação, Moya, em declarações ao site tennis.com. “Não era a nossa principal meta no início do ano, mas agora é um objetivo que podemos alcançar. Como não há mais torneios do Grand Slam até ao final do ano, manter-se como número um tornou-se um objetivo”, afirmou o antigo campeão de Roland Garros (2008), que viu Nadal saltar da 9.ª para a 1.ª posição da classificação, desde o início da temporada.

O plano para o atingir a nova meta passa, diz, por continuar o trabalho que fez Nadal reencontrar-se com o seu melhor ténis. “Tentei fazer com que o Rafa fosse mais agressivo e deixasse de estar tanto tempo na defensiva. Tralhámos também o segundo serviço, que lhe deu mais tempo para atacar e fizesse com que ficasse mais descontraído com o primeiro serviço”, analisou o antigo tenista de 41 anos.