Mladenovic culpa árbitro e não a rival: «Foi a única pessoa no estádio que não viu aquilo»

Por José Morgado - Setembro 29, 2020
mladenovic-siegemund

Kristina Mladenovic, antiga top 10 mundial e múltipla campeã de Grand Slams em pares, onde já foi líder WTA, foi eliminada esta terça-feira na primeira ronda de Roland Garros, num encontro marcado por uma má decisão de arbitragem que prejudicou a gaulesa. Em conferência de imprensa, Mladenovic lamentou toda a situação.

“Foi num set point e eu deveria ter ganho aquele ponto e o set 6-1. A árbitro foi a única pessoa em todo o estádio que não viu que a bola bateu no chão duas vezes. É claro que depois ela começou a jogar melhor e teve esse mérito, mas pode dizer-se que esse foi um momento decisivo. Não sei se foi o ponto de viragem, mas foi um momento muito importante do encontro, certamente”, assegurou a francesa em conferência de imprensa.

Mladenovic coloca o ónus na árbitro e nunca na adversária, a alemã Laura Siegemund, que nunca esperou que admitisse que a bola batesse duas vezes. “Se ela fizesse ia seria o gesto de fair-play do ano. Não esperava esse gesto, que se acontecesse merecia todo o meu respeito e admiração. Mas não é da responsabilidade dela identificar que a bola bateu duas vezes. É da árbitro”.

Apaixonei-me pelo ténis na épica final de Roland Garros 2001 entre Jennifer Capriati e a Kim Clijsters e nunca mais larguei uma modalidade que sempre me pareceu muito especial. O amor pelo jornalismo e pelo ténis foram crescendo lado a lado. Entrei para o Bola Amarela em 2008, ainda antes de ir para a faculdade, e o site nunca mais saiu da minha vida. Trabalhei no Record e desde 2018 pode também ouvir-me a comentar tudo sobre a bolinha amarela na Sport TV. Já tive a honra de fazer a cobertura 'in loco' de três dos quatro Grand Slams (só me falta a Austrália!), do ATP Masters 1000 de Madrid, das Davis Cup Finals, muitas eliminatórias portuguesas na competição e, claro, de 13 (!) edições do Estoril Open. Estou a ficar velho... Email: josemorgado@bolamarela.pt