Médicos garantem que operação seria o fim da carreira de Nadal

Por Bola Amarela - Junho 11, 2022

Rafael Nadal continua a tentar encontrar a solução para a lesão crónica no pé esquerdo, causada pela síndrome de Müller-Weiss, e agora tentará uma abordagem diferente para continuar a competir no circuito. Em entrevista ao jornal ‘AS’, três médicos (dois especialistas ortopédicos do pé e outro em dores) analisaram o tratamento que o tenista vai fazer e a possibilidade de uma intervenção cirúrgica.

Nadal conquistou seu 14.º título em Roland Garros graças a infiltrações no pé e agora vai submeter-se a injeções com impulso retrátil, técnica aplicada por anestesistas. “A técnica não é nova, o que é inovador é usá-la para este efeito”, diz Ian MacVeigh, chefe da Unidade de Dor da Clínica CEMTRO, que explicou a mecânica. “É feita com uma agulha que tem ponta ativa com um eletrodo que é inserido na área danificada e emite ondas de rádio, pulsadas de 20 milissegundos com pausas de outros 480. Não destrói tecidos, mas produz neuromodulação no nervo. Com o campo elétrico e magnético, as fibras da dor são alterada e com ela a sua transmissão”, contou MacVeigh.

Chefe da Unidade de Tornozelos e Pés da mesma clínica Madrid, Ramón Navarro diz que este tipo de tratamento procura evitar a intervenção cirúrgica para continuar a competir. “Este tratamento ser mais eficaz a longo prazo do que a infiltração, mas não resolverá o problema”, alertou o médico especialista.

Joaquín Óscar Izquierdo, diretor da Cátedra Internacional de Cirurgia Podiátrica da UCAM (Universidade Católica de Múrcia) referiu que caso a técnica não funcione, Nadal poderia operar o pé para resolver o problema, mas alerta que dificilmente voltaria a competir. “Há duas hipótese de operação e as duas intervenções, no caso de um atleta de elite, podem significar o fim da sua carreira. Seria uma solução para levar uma vida normal. Embora o caso de Nadal seja imprevisível. Foi um milagre que ele tenha chegado em boas condições físicas a infiltrar-se apenas para competir. Ele dizer que trocaria o título em Paris por um novo pé indica a dor pela qual está a passar”, concorda Navarro.

Bola Amarela