Mauresmo renuncia ao cargo de selecionadora francesa e fica só com Pouille

Volte face. Afinal, Amélie Mauresmo, antiga número um mundial, não vai ser a nova selecionadora francesa da Taça Davis, depois da renúncia de Yannick Noah. A gaulesa, uma das melhores jogadoras da história do país, decidiu abdicar do cargo para se dedicar a tempo inteiro a Lucas Pouille, ex-top 10 ATP que passará a orientar.

A notícia da contratação de Pouille foi ontem avançada pelo ‘L’Equipe’ e hoje confirmada pelo próprio tenista de 24 anos, com Mauresmo a optar por não abraçar o desafio da Taça Davis, para evitar um possível conflito de interesses.

Mauremo tem no currículo a orientação de técnica de Andy Murray e da seleção francesa da Fed Cup.