Luís Faria exibe-se a bom nível mas falha acesso ao quadro principal no Challenger da Maia

Por Nuno Chaves - Novembro 29, 2020

Luís Faria falhou este domingo, ao início da tarde, o acesso ao quadro principal do Challenger da Maia, que se joga nesta semana que se segue.

O tenista português, tal como no duelo de sábado, apresentou-se a um bom nível mas acabou por ceder frente ao checo Michael Vrbensky, quinto cabeça-de-série e número 309 da hierarquia mundial.

Num encontro que se prolongou durante 1h55 minutos, Faria perdeu com os parciais de 6-4 e 6-4. O duelo fica marcado pelo não aproveitamento de oportunidades de break por parte do jovem de 21 anos: em cinco chances (uma no primeiro set e quatro no segundo), não converteu nenhuma.

“Foi um encontro muito renhido. 6-4 e 6-4 em duas horas mostra equilíbrio, mas ele foi mais competente nos momentos decisivos. Em nalguns pontos joguei um bocado ‘à retranca’. Ele serviu bem nesses momentos e não consegui tão ofensivo por mérito dele. Estou contente com o meu nível, mas não com a derrota”, confessou em declarações em conferência de imprensa no final do encontro.

Com esta derrota, Faria não se consegue juntar no quadro principal a Pedro SousaGastão EliasNuno BorgesJoão DominguesGonçalo OliveiraFrederico Silva.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.