Lebron deu os parabéns pela vitória frente a Nadal e Tiafoe… não soube o que fazer

Por Nuno Chaves - Setembro 6, 2022

Frances Tiafoe alcançou a melhor vitória da sua vida ao deixar para trás Rafael Nadal e qualificar-se para os quartos de final do US Open. Foi um momento de muitas emoções para o norte-americano, que viu uma pessoa muito especial a partilhar o seu triunfo. Falamos de um dos seus ídolos, Lebron James, que escreveu: “Parabéns, novo rei. Tu mereces, Tiafoe”. Esse foi, claro, um dos temas da conferência de imprensa de Tiafoe, que estava visivelmente bem disposto.

REAÇÃO AO TWEET DE LEBRON JAMES

Credo, estava a ficar maluco no balneário quando vi isso. Ele é o meu rapaz. Vê-lo a postar aquilo, deixou-me a pensar: “Será que partilho o post dele já?”. Mas depois pensei que vou ser fixe e agir como se não tivesse visto e partilho três horas depois.

VITÓRIA CONTRA NADAL

Joguei bastante bem. Fui a acreditar que podia vencer. Ajuda já ter jogado contra ele um par de vezes. Não nos enfrentávamos há alguns anos. Sou diferente agora, um jogador completamente distinto. Vês todos os jovens contra o Rafa, Federer ou Novak e perguntas: “Alguma vez serei capaz de dizer que ganhei a algum deles?”. Hoje fui por isso. É algo que quero contar aos meus filhos, aos meus netos. Ganhei ao Rafa. Espero não voltar a jogar contra ele mas se acontecer que acabe com uma vitória.

DESCONTRAÇÃO NO ENCONTRO

Noutras ocasiões, cedi muito depressa com o meu serviço. Nos últimos duelos não dei conta realmente da oportunidade. À noite vi o encontro do Kyrgios, o espetáculo que deu. Esta manhã não pensava sequer no encontro. Acordei muito relaxado, com vontade de jogar ténis e dar um passo mais à frente, nos últimos três anos fiquei na quarta ronda. Esse era o meu objetivo.

LIDAR COM A PRESSÃO

Trata-se da capacidade mental. O Rafa está aí em cada ponto. Soube manter-me no encontro. Sei do que sou capaz de fazer. Não sinto pressão nenhuma. Sinto que não tenho nada que demonstrar, estou aqui para jogar um grande ténis e desfrutar. Não queria vencer o Rafa em nenhum outro sítio, talvez no Centre Court de Wimbledon.

FUTURO DO TÉNIS

O grande nível do Nick é bom para o ténis, ele enche os estádios. O Alcaraz tem uma personalidade incrível. Sinner, Tommy, Fritz, eu mesmo. Há muitos rapazes com um grande nível. Penso que não vai haver um Big Three. Será como um Big 12. Está tudo bem em viver uma nova era.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.