Kyrgios recorda morte de Kobe Bryant: «Foi um choque para mim»

Por Tiago Ferraz - Outubro 19, 2020
kyrgios-bryant
Imagem: Getty Images

O tenista australiano Nick Kyrgios deu uma entrevista à ESPN onde falou de alguns temas atuais e voltou a falar do motivo pelo qual decidiu não competir no regresso do ténis:

“Tento falar e atuar da maneira mais objetiva possível. Apenas digo as coisas como são. É a minha opinião acerca dos temas e claro que haverá sempre gente a favor ou contra as minhas ideias. Penso que as pessoas apreciam, realmente, a minha honestidade. Não sou eu que abro o debate de qualquer que seja o tema, mas são as pessoas que pedem a minha opinião. Tenho muitas saudades de jogar no circuito, mas tomei uma decisão. Durante estes meses estive focado noutros aspetos da minha vida, em coisas que tinha deixado para trás nos últimos anos. Passava muito pouco tempo em casa e pensava que o ténis estava a tirar-me a vida”, ressalvou.

Nick Kyrgios recordou ainda o que sentiu quando soube que a estrela da NBA e dos LA Lakers Kobe Bryant tinha ‘desaparecido’:

“Recordo-me, perfeitamente, desse dia. Acordei, fui ao telemóvel e foi a primeira notícia que vi. No início pensei que fossem fake news, mas quando todos os órgãos de comunicação confirmaram a notícia, fiquei destroçado. Quando fui para o court com uma camisola do Kobe estava preocupado porque só pensava nele. Foi um choque para mim”, disse, citado pelo Tennis World.

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.