Krejcikova salva um match point numa batalha épica de 3h19 rumo à final

Por Pedro Gonçalo Pinto - Junho 10, 2021
krejcikova

FE-NO-ME-NAL. Barbora Krejcikova garantiu um lugar na final de um torneio do Grand Slam pela primeira vez na carreira, ao manter o seu conto de fadas em Roland Garros. E que encontro foi! A checa, número 33 do ranking WTA, levou a melhor numa batalha absolutamente fantástica com a grega Maria Sakkari (18.ª), ao salvar um match point antes de triunfar com os parciais 7-5, 4-6 e 9-7, ao cabo de 3h19 naquele que foi um dos melhores encontros do ano.

A jogar o quadro principal de singulares apenas pela quinta vez na carreira, Krejcikova estendeu o seu verdadeiro conto de fadas num encontro épico. Na verdade, o único set que acabou por ser mais simples foi mesmo o segundo, uma vez que tanto o primeiro como o terceiro tiveram várias voltas e reviravoltas, com as duas tenistas a produzirem ténis de altíssimo nível que justificou, em pleno, o porquê de terem chegado até a esta fase.

Mas avancemos para esse terceiro set. Sakkari parecia ter descolado voo de vez, ao avançar para uma vantagem de 5-3 de forma até bastante natural. Nesse momento, a servir para sobreviver, Krejcikova salvou um match point e o encontro entrou numa fase absolutamente louca depois de quebrar o saque a Sakkari a 5-4. A checa teve três match points no 7-6, com a grega a agigantar-se nos momentos decisivos, mas não resistiu à quinta oportunidade, com Krejcikova a conquistar o direito de celebrar por fim.

Agora, depois de já ter conquistado dois Grand Slams em pares femininos e três em pares mistos, Krejcikova vai em busca do seu primeiro em singulares, numa história verdadeiramente incrível. Pela frente terá a russa Anastasia Pavlyuchenkova.

Pedro Gonçalo Pinto