Krejcikova: «Antes de falecer a Novotna disse-me que um dia eu ganharia um Grand Slam»

Por José Morgado - Junho 12, 2021

Barbora Krejcikova, a nova campeã de Roland Garros, mostrou-se este sábado naturalmente muito feliz e orgulhosa pela conquista mais importante da sua vida. A checa de 25 anos juntou aos seus cinco Majors de pares o primeiro de singulares e no final estava eufórica.

“Estou muito contente. Agradeço a todos o apoio, a energia que nos passaram nestes tempos pós-pandemia… é muito especial. É muito complicado colocar aquilo que sinto em palavras pois eu não consigo acreditar naquilo que me acabou de acontecer. Não consigo acreditar que sou campeã de Grand Slam”, confessou em declarações na entrevista em court logo após o encontro.

A checa lembrou Jana Novotna, antiga campeã de Wimbledon que era a grande inspiração da sua carreira, entretanto falecida. “Passei por momentos muito complicados, quando a Jana faleceu, porque eu passava imenso tempo com ela. As últimas palavras dela foram para eu acreditar em mim e que um dia ganharia um Grand Slam. Sei que ela está lá em cima a ver-me. Espero que esteja muito feliz. É uma grande inspiração.”

https:\/\/bolamarela.pt//bolamarela.pt//twitter.com/rolandgarros/status/1403736080952741889

Apaixonei-me pelo ténis na épica final de Roland Garros 2001 entre Jennifer Capriati e a Kim Clijsters e nunca mais larguei uma modalidade que sempre me pareceu muito especial. O amor pelo jornalismo e pelo ténis foram crescendo lado a lado. Entrei para o Bola Amarela em 2008, ainda antes de ir para a faculdade, e o site nunca mais saiu da minha vida. Trabalhei no Record e desde 2018 pode também ouvir-me a comentar tudo sobre a bolinha amarela na Sport TV. Já tive a honra de fazer a cobertura 'in loco' de três dos quatro Grand Slams (só me falta a Austrália!), do ATP Masters 1000 de Madrid, das Davis Cup Finals, muitas eliminatórias portuguesas na competição e, claro, de 13 (!) edições do Estoril Open. Estou a ficar velho... Email: josemorgado@bolamarela.pt