João Domingues: «Uma semana incrível para mim, têm sido tempos difíceis»

Por José Morgado - Maio 9, 2022
domingues

João Domingues voltou este domingo aos títulos em Salvador da Baía, ao concluir com um título uma semana de reafirmação na sua carreira, depois de meses muito complicados e múltiplas lesões que o atiraram para um ranking muito pouco condizente com a sua qualidade. O oliveirense, que gosta de competir no Brasil — e tem treinador brasileiro, André Podalka –, mostrou-se naturalmente muito contente com este triunfo.

“Gosto muito de jogar no Brasil, sinto-me sempre bem. Faço sempre bons resultados. Nunca tinha feito uma final, mas esta semana foi sem dúvida incrível para mim e para quem está ao meu lado. Têm sido tempos difíceis, com muitas lesões, mas é um título muito importante”, confessou em declarações logo após o encontro.

https:\/\/bolamarela.pt//bolamarela.pt//bolamarela.pt/joao-domingues-brilha-em-salvador-e-fecha-grande-semana-com-terceiro-titulo/

Domingues lembra que nos últimos tempos tem visto algumas chances lhe escaparem. “Os últimos torneios antes de Salvador estava a ter chances mas não conseguia concretizar. Esta semana houve uma mudança de mindset e consegui aproveitar as minhas chances. Faz parte, não jogo sozinho e o Tomás também teve mérito de me quebrar e jogar bem. Faz parte do processo.”

Portugal, recorde-se, vai defrontar o Brasil na Taça Davis. “Não sei o que esperar da Davis. Se for chamado vou dar o meu máximo e espero que seja uma boa eliminatória.”

https:\/\/bolamarela.pt//bolamarela.pt//twitter.com/tenisportugues/status/1523394498855809024

https:\/\/bolamarela.pt//bolamarela.pt//twitter.com/tenisportugues/status/1523367761161842688

Apaixonei-me pelo ténis na épica final de Roland Garros 2001 entre Jennifer Capriati e a Kim Clijsters e nunca mais larguei uma modalidade que sempre me pareceu muito especial. O amor pelo jornalismo e pelo ténis foram crescendo lado a lado. Entrei para o Bola Amarela em 2008, ainda antes de ir para a faculdade, e o site nunca mais saiu da minha vida. Trabalhei no Record e desde 2018 pode também ouvir-me a comentar tudo sobre a bolinha amarela na Sport TV. Já tive a honra de fazer a cobertura 'in loco' de três dos quatro Grand Slams (só me falta a Austrália!), do ATP Masters 1000 de Madrid, das Davis Cup Finals, muitas eliminatórias portuguesas na competição e, claro, de 13 (!) edições do Estoril Open. Estou a ficar velho... Email: josemorgado@bolamarela.pt