Isner anula match point contra Bautista e tenta salvar ténis norte-americano de registo inédito

Por Bola Amarela - Maio 5, 2021

John Isner está a jogar o Mutua Madrid Open com o ténis norte-americano às costas. É que o gigante de 36 anos precisa de chegar pelo menos às meias-finais para evitar que um registo absolutamente histórico – e negativo – se torne realidade nas terras do tio Sam. Mas já lá vamos. Certo é o que o atual 39.º classificado sobreviveu a uma enorme batalha com Roberto Bautista Agut (11.º), triunfando com os parciais 6-4, 6-7(4) e 7-6(6).

Isner disparou uns impressionantes 32 ases e, mais do que isso, salvou um match point quando perdia por 6-5 no tie-break, numa altura em que era o espanhol quem tinha o serviço na mão. Ora, ao triunfar, garante que os Estados Unidos têm a hipótese de manter um jogador no top 30, pelo que precisa de alcançar as ‘meias’ para reentrar nos 30 melhores. Uma vez que Taylor Fritz vai sair dessa elite, o ténis norte-americano corre o risco de não ter qualquer representante no top 30 pela primeira desde que os rankings foram… criados em 1973.

No entanto, Isner não terá tarefa fácil para chegar às meias-finais. Para já, vai à procura de garantir um lugar nos quartos-de-final quando medir forças com o russo Andrey Rublev.

Bola Amarela