Halep dá o braço a torcer: «Queria estar sozinha mas vi que precisava de um treinador»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Março 12, 2022
halep-dubai

Simona Halep surpreendeu na reta final da temporada passada, ao romper uma ligação de enorme sucesso com o treinador Darren Cahill. Já este ano, foi rápida a terminar também com a dupla que tinha contratado e veio a público garantir que queria ficar sozinha e experimentar não ter treinador. Ora… Isso durou pouco tempo, uma vez que Halep passou a ser orientada agora por Morgan Bourbon, que trabalha na Academia de Patrick Mouratoglou, técnico de Serena Williams.

O que mudou para Halep tomar esta decisão? A própria explica. “É verdade que queria estar sozinha e estive assim durante dois torneios. Foi mais difícil ajustar os meus treinos e antes dos encontros sentia-me sozinha. Senti que era mais profissional ter alguém a trabalhar comigo, embora esses dois torneios tenham sido valiosos porque me fizeram ver o que precisava e onde estava. Agora está tudo bem. Fui à academia e vi que precisava de um treinador. Não é fácil e nunca estive com um treinador mais novo do que eu, mas o Morgan é muito boa pessoa e sabe o que está a fazer”, confessou em Indian Wells.

  • Categorias:
  • WTA
Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.