Há muito lesionada, Boulter foi a Roland Garros recolher (meio) cheque… e desistir

Por José Morgado - Maio 25, 2019

Katie Boulter, número 112 do ranking WTA, entrou diretamente no quadro principal de Roland Garros, há seis semanas (quando as listas foram publicadas), mas não jogou nenhum torneio de terra batida devido a uma lesão nas costas sofrida na Fed Cup, em abril. A britânica de apenas 22 anos optou por não desistir do torneio francês… até esta sexta-feira, já depois do sorteio ser realizado.

Boulter cumpriu as regras da Federação Internacional de Ténis e viajou até Paris para desistir no local, o que lhe permitiu receber metade do prize money (mais de 20 mil euros) da primeira ronda e deixar que uma lucky loser entrasse no seu lugar. Se não tivesse desistido no local, a britânica não ganharia um único cêntimo.

https:\/\/bolamarela.pt//bolamarela.pt//twitter.com/KatieBoulter1/status/1131880354506334208

As opiniões em relação à atitude de Boulter, que recusou falar aos jornalistas, dividiram opiniões. Muitos colegas saíram em sua defesa, dizendo que a britânica apenas cumpriu as regras, ao passo que outros lembram que Boulter há muito sabia que não havia qualquer hipótese de competir, pelo que deveria ter admitido que não estava em condições…

Nick Kyrgios (pois claro), foi um dos primeiros a falar do assunto, mas Ryan Harrison — que perdeu no qualifying — também fez questão de falar do tema.

https:\/\/bolamarela.pt//bolamarela.pt//twitter.com/ryanharrison92/status/1132046217121271809

https:\/\/bolamarela.pt//bolamarela.pt//twitter.com/NickKyrgios/status/1132054363973640193

 

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.