Goffin sobre desistência com Federer: «Era um absurdo continuar»

Por Nuno Chaves - Agosto 19, 2018

David Goffin não resistiu a uma lesão no braço e optou por desistir no início do segundo set, na meia-final frente a Roger Federer do ATP 1000 de Cincinnati. O belga falou sobre as dores sentidas e explicou o porquê de ter abandonado o encontro.

“Não tinha sentido continuar, estava a servir a 100 milhas (160km) por hora com o primeiro serviço e já não sentia nem o meu braço, nem o meu ombro. Depois de perder o primeiro set, tinha de ganhar dois sets para vencer, era absurdo continuar”, referiu o número 11 mundial.

“É uma pena porque me estava a sentir muito bem desde o fundo do court, especialmente com a minha pancada de direita, ainda que fosse ser igualmente difícil”, concluiu em declarações recolhidas pelo site puntodebreak.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.