Gastão Elias e a ‘Ultra Davis’: «Nunca pensei que fosse possível termos uma claque assim»

Por admin - 6 Abril, 2018

ESTOCOLMO. SUÉCIA. Gastão Elias, número 106 do ranking mundial ATP, falhou a conquista do segundo ponto para Portugal logo na primeira jornada da segunda eliminatória do Grupo I da zona euro-africana da Taça Davis frente à Suécia, cedendo em parciais diretos. No entanto, o jogador natural da Lourinhã agradeceu o apoio de todos, especialmente o da já famosa jovem claque ‘Ultra Davis’.

“Foi como se jogássemos em casa. Sinceramente nunca na minha vida pensei que fosse possível termos uma claque assim a jogar fora de Portugal. Nós, jogadores, estamos muito gratos pelo facto de a claque ter vindo e por todos os que apoiaram hoje. Fizeram-nos sentir em casa”, sublinhou Elias, em exclusivo ao ‘Bola Amarela’, em Estocolmo.

Gastão perdeu o segundo embate de singulares para Elias Ymer, de 21 anos e 133.º da tabela ATP, pelos parciais de 7-6(11) e 6-4, deixando a eliminatória empatada a uma vitória para cada lado após o primeiro dia. João Sousa venceu o embate inaugural, ultrapassando o também jovem sueco Mikael Ymer, de 19 anos, por 6-4 e 6-4.