Fritz e as expetativas para Nova Iorque: «São altas, se perder cedo será uma surpresa para mim»

Por Bola Amarela - Agosto 21, 2020
fritz

Taylor Fritz, jovem norte-americano de 22 anos que estava em grande forma antes da paragem do circuito em março, por causa do coronavírus — foi vice-campeão do ATP 500 de Acapulco –, acredita que vai conseguir manter o ritmo na retoma da competição em Nova Iorque já a partir do fim-de-semana com o ATP Masters 1000 de Cincinnati. O jovem californiano vai defrontar um qualifier na primeira ronda e assegura que ficará bastante zangado se perder cedo na competição.

É difícil definir expectativas agora, mas posso dizer que elas são muito altas. Se em ambos os torneios perder nas primeiras rodadas, ficarei muito desapontado e será uma surpresa. Tenho trabalhado muito nestes meses para poder fazer um bom trabalho nestas provas e ainda que no ténis tudo possa acontecer, estou bastante confiante de que as coisas vão correr bem”, assumiu em declarações ao ‘Olympic Channel’.

Fritz assume fazer parte do grupo de jogadores que não se importa muito de ficar dentro da bolha de Nova Iorque. “A boa notícia sobre a bolha é que ela é conveniente para pessoas como eu, que adoram ficar no quartos de hotel e assistir a programas sem fazer absolutamente nada. Na verdade, acho que isso vai me dar um pouco de vantagem. Obviamente gosto de sair para jantar e outras coisas em Nova Iorque e incomoda-me um pouco não poder visitar certos lugares. Mas não terei muitos problemas com a bolha. Vou ficar bem no quarto e relaxar.

Bola Amarela