Franceses questionam injeções de Nadal: «São utilizadas em muitas modalidades»

Por Bola Amarela - Junho 6, 2022
Créditos: Bruno Alencastro/Bola Amarela

A imprensa francesa levantou nos últimos dias algumas dúvidas sobre as injeções de infiltrações que Rafael Nadal precisou tomar durante as últimas semanas para disputar Roland Garros de forma competitiva. O diário desportivo gaulês ‘L´Equipe’ conversou com um médico para perceber como funcionam, afinal, ditas injeções.

Para aliviar a dor causada pela síndrome de Muller-Weiss, Rafael Nadal explicou que havia recebido infiltrações de um produto anestésico durante o torneio. Ao contrário dos glicocorticóides, que podem ser usados ​​para combater a dor mas estão proibidos de ser utilizados pela autoridade antidoping desde 1 de janeiro deste ano — a menos que tenha sido emitida uma AUT (autorização especial para uso terapêutico) –, a injeção de anestésico é autorizada no ténis.

Questionado sobre esta injeção, Olivier Rouillon, médico do Racing 92 ouvido pelo jornal francês, especificou que a administração deste anestésico, provavelmente a xilocaína, “é utilizada em muitas modalidades para este tipo de dor” e pode ser utilizada sem limites “porque é puramente local e há nenhuma difusão no sistema sanguíneo”.

Bola Amarela