Fez-se história no Estoril: João campeão em Portugal

Por Susana Costa - 6 Maio, 2018

João Sousa escreveu a mais bonita e memorável página da história do ténis português. No dia mais quente da semana e com a maior enchente do torneio a ver para contar a história, o número um nacional sagrou-se campeão do Millennium Estoril Open 2018, fazendo o que nenhum outro português conseguiu até então: erguer o troféu de vencedor do maior torneio português perante o seu público.

A maior façanha do ténis português entre portas foi conseguida com um determinado triunfo do vimaranense 29 anos sobre a jovem estrela do circuito, Frances Tiafoe, 64.º da hierarquia mundial pelos parciais de 6-4 e 6-4, em uma hora e 19 minutos.

Com a mesma determinação que o fez chegar à final, e que lhe permitiu salvar match points pelo caminho, o jogador de Guimarães mostrou ter mais ténis que o seu perigoso adversário, impedido que o sua capacidade de aceleração e o seu serviço avassalador fizessem moça. João Sousa quebrou o serviço do seu adversário quando teve oportunidade e reagiu pronta e eficazmente quando foi quebrado.

Este é o terceiro título do jogador de Frederico Marques no circuito profissional, depois dos triunfos em Kuala Lumpur, Malásia, em 2013, e em Valência, Espanha, em 2015.

 

Susana Costa
Descobriu o que era isto das raquetes apenas na adolescência, mas a química foi tal que a paixão se mantém assolapada até hoje. Pelo meio ficou uma licenciatura em Jornalismo e um Secundário dignamente enriquecido com caderno cujas capas ostentavam recortes de jornais do Lleyton Hewitt. Entretanto, ganhou (algum) juízo, um inexplicável fascínio por esquerdas paralelas a duas mãos e um lugar no Bola Amarela. A escrever por aqui desde dezembro de 2013.