Ferrero revela o próximo passo de Alcaraz e pede cautela: «Vamos deixar as coisas fluir»

Por Nuno Chaves - Abril 4, 2022
Foto: EPA

Se há alguém responsável pelo sucesso prematuro de Carlos Alcaraz é Juan Carlos Ferrero. O antigo número um do mundo é o técnico do jovem de 18 anos e, em Miami, após o título do seu pupilo, não conteve as lágrimas na hora de o abraçar.

Estão a ser dias de sonho para Alcaraz, que alcançou uma série de registos impressionantes, ainda assim, Ferrero pede cautela e até revela o próximo grande passo no circuito.

“Vamos deixar fluir as coisas. Agora é difícil de falar de objetivos ou até onde pode chegar. Deixemo-lo jogar. Creio que é capaz de alcançar um grande ano e vamos cruzar os dedos nos Grand Slams. Talvez seja o próximo passo, chegar ao final das duas semanas. É fácil perder o foco e as pessoas podem desconcentrar-se. Como equipa, vamos criar uma bolha e manter a calma nestes dias. Depois vamos para Monte Carlo e vamos dar o máximo, como sempre, não há outra forma”, admitiu em conferência de imprensa, ainda em Miami.

E será que Ferrero está surpreendido com uma ascensão tão rápida de Carlitos? “Sim e não. Há uns anos lembro-me de vê-lo treinar na academia com jogadores mais velhos que ele. Ele tinha só 16/17 anos e adaptava-se muito bem ao nível dos outros. Isso queria dizer que tinha algo. Desde então, trabalhamos todos os dias. O seu potencial esteve sempre ali. Só tinha de deixar ir e fluir para que as coisas seguissem um bom caminho. Não me surpreende este nível, mas sim, foi rápido”, contou.

Outra das grandes questões é sobre a superfície favorita de Alcaraz (nem o próprio sabe responder). Ferrero também tem dúvidas. “Não temos a certeza (risos). Falámos às vezes e ele também não tem claro porque começou a treinar mais em hard court há um ano. O seu estilo de jogo, sendo ir muito para a frente, subir à rede e ser agressivo, pode adaptar-se muito bem aos hard courts e também à relva. Talvez possa dar um pouco mais em terra mas manteremos a porta aberta para o hard court no futuro”, concluiu.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.