Felipe Meligeni confia no futuro do ténis brasileiro: «Vem aí uma geração muito boa»

Por Bola Amarela - Outubro 21, 2021
meligeni

Depois de Gustavo Kuerten, o legado ficou muito pesado para os tenistas brasileiros que vieram de seguida, sendo que muitos ficam à espera do próximo Guga. É uma pergunta difícil de responder, mas Felipe Meligeni, atual número 187 do ranking ATP – 83.º em pares -, acredita que estão a caminho tempos risonhos para o ténis canarinho.

“Vem aí uma geração muito boa. Matheus Pucinelli está numa progressão constante e está a jogar, Thiago Seyboth Wild também é jovem e já ganhou um torneio ATP. Não está no seu melhor momento, mas vai recuperar. Depois aparece Orlando Luz e outros rapazes que estão a disputar Futures com bons resultados. Podemos ter um bom futuro”, afirmou, em entrevista ao portal ‘Punto de Break’.

Meligeni, que recentemente se estreou em singulares pela seleção brasileira na Taça Davis, agora tem os olhos postos precisamente nessas Davis Cup Finals. “Temos essa ilusão, esse sonho. Temos uma equipa jovem e acabámos de ganhar ao Líbano, como visitantes, por 4-0. No meu caso, fiz a estreia em singulares e senti-me muito bem. A ideia é chegar às Finals e gostávamos de enfrentar os melhores”, apontou, ele que revelou quem mais gostou de ver jogar enquanto crescia. “Federer será sempre o meu ídolo, mas David Nalbandian foi o jogador que mais desfrutei ver”, acrescentou.

Bola Amarela