Feliciano López não se salva nem na relva de Queen’s e cai do top 200 mais de 20 anos depois

Por Pedro Gonçalo Pinto - Junho 13, 2022
Feliciano-Lopez

Ao longo dos últimos anos, mesmo quando os resultados não apareciam, Feliciano López descobria uma forma de reinventar o seu ténis e tornar-se muito perigoso em relva. Não foi por acaso que, por exemplo, conquistou o título no ATP 500 do Queen’s Club em 2019 — o seu último título na carreira até agora — surpreendendo tudo e todos. A questão é que, agora, nem a relva o salva.

A viver uma temporada muito difícil aos 40 anos, Feli até venceu o seu primeiro encontro do ano à 11.ª tentativa, mas acabou por ser eliminado na ronda de acesso ao quadro principal. O espanhol foi superado por Emil Ruusuvuori, por 6-3, 6-7(3) e 7-6(8), sendo que teve três match points na mão para fechar o duelo.

Desta forma, López, atualmente 122.º do Mundo, não vai conseguir evitar um trambolhão na próxima atualização do ranking, tendo em conta que perde os pontos desse mesmo título de 2019. O espanhol irá descer pelo menos 88 lugares para fora do top 200, algo que vai acontecer pela primeira vez desde 18 de fevereiro de… 2002. Ou seja, há cerca de 20 anos e meio.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.