Federer surpreende ao falar da nova geração: «Ao início era difícil estar 100% motivado»

Por Nuno Chaves - Abril 13, 2019
Federer

Roger Federer no último mês mostrou uma enorme capacidade em defrontar as grandes estrelas da nova geração. O suíço já confessou a sua motivação em defrontar aqueles que estão a surgir ao mais alto nível, ainda assim, nem sempre foi isso que aconteceu.

O helvético de 37 anos explicou. “As coisas são muito diferentes quando estás a surgir. És novo e jogas contra tenistas da mesma idade ou então defrontas os mais velhos com mais 10 ou 15 anos. Depois o tempo começa a passar e tu jogas contra alguns da mesma idade, outros mais velhos e outros mais novos mas é tudo basicamente da mesma geração”, referiu.

“Agora jogo muito mais contra os novos jogadores. No início tive de me esforçar muito para jogar só contra os mais novos porque tinha saudades de defrontar o Agassi, Sampras, Moya, Henman e todos esses com quem cresci e pude jogar e desafiá-los”, confessou Federer.

Ainda assim, agora é tudo diferente. “Tive de encontrar uma nova motivação, uma nova inspiração contra a nova geração. Pensei porque era tão especial defrontá-los e foi aí que a competição mudou a minha cabeça. Esforcei-me para estar 100% motivado ao jogar contra os novos. Mesmo que quisesse mostrar o que podia fazer, era muito difícil para mim mas hoje adoro tentar provar a mim mesmo dia após dia o que consigo fazer contra os jovens”, concluiu.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.