Federer revolta-se com guerra na Ucrânia e vai doar 500 mil dólares para ajudar as crianças

Por Pedro Gonçalo Pinto - Março 18, 2022
Foto: EPA

Roger Federer está afastado do circuito ATP devido a lesão, mas pronunciou-se esta sexta-feira sobre a guerra na Ucrânia. O campeoníssimo suíço mostrou-se horrorizado com a invasão russa e anunciou que vai doar 500 mil dólares para ajudar as crianças que ucranianas, que sofrem diariamente com o ataque que o seu país está sofrer.

“Eu e a minha família estamos horrorizados ao ver fotografias da Ucrânia e temos o coração partido pelas pessoas inocentes que têm sido terrivelmente afetadas. Queremos paz. Vamos dar assistência às crianças ucranianas que precisam de ajuda. Neste momento, cerca de 6 milhões crianças ucranianas estão fora da escola e sabemos que é um momento crítico para dar acesso à educação e queremos ajudar a lidar com esta experiência extremamente traumática”, começou por partilhar no Twitter.

É por isso que Federer, que tem quatro filhos, vai mesmo agir de forma concreta. “Através da Fundação Roger Federer, vamos apoiar a War Child Holland, ao doarmos 5oo mil dólares para dar acesso a escolaridade às crianças ucranianas”, revelou.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.