Federer: «O que mais me motiva é saber que ainda posso ganhar aos melhores»

Por Nuno Chaves - 12 Fevereiro, 2019

Apesar de ainda não ter confirmado se vai continuar a jogar em 2020Roger Federer continua a dar sinais de se sentir confortável e, acima de tudo, de ainda ter paixão pela modalidade, algo que pode ser determinante na sua decisão.

O suíço, que cumpre 38 anos em agosto, falou da sua maior motivação para esta fase da carreira. “O que mais me motiva a continuar a competir é jogar e ganhar. Jogar por jogar não me dá satisfação. Mentiria se dissesse que perder de forma prematura num torneio não me afeta”, admitiu numa entrevista ao jornal 24 heures.

“Não quero ser só parte do evento, do espetáculo, também quero ganhar. Se não conseguir todas as semanas, não tem problema, mas precico de me ver a ganhar várias vezes durante o ano. Isso é o que me motiva na hora de treinar: saber que ainda posso ganhar aos melhores”, referiu o atual número seis mundial.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.