Federer explica por que entrou no Conselho de Jogadores: «O ténis tem de continuar a crescer»

Por Nuno Chaves - Agosto 14, 2019

Roger Federer entrou a vencer no ATP 1000 de Cincinnati, ao derrotar o argentino Juan Ignacio Londero mas foram as questões políticas que voltaram a ser o grande destaque na conferência de imprensa do número três mundial.

O suíço e Rafa Nadal entraram para o Conselho de Jogadores e Federer voltou a falar dos seus objetivos. “Queremos batalhar para ampliar o horizonte do ténis. A visão diz que devíamos lutar contra outros desportos, mas as coisas são como são. No final do dia creio que as coisas estão a ir no caminho correto”, começou por dizer o helvético.

“Temos bons números em relação ao Prize Money e público. Pode ser melhor? Claro, mas não gosto de falar mal do nosso desporto. O ténis tem de continuar a crescer e sou consciente disso, por isso, é que vou tentar ajudar no Conselho de Jogadores. De qualquer forma, o ténis está num melhor lugar que há 20 anos”, admitiu Federer, que defronta nos oitavos de final em Cincinnati, o vencedor do encontro entre Stan Wawrinka Andrey Rublev.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.