Federer desolado: «Demorei a vir à conferência para não falar de cabeça quente»

Por José Morgado - Junho 16, 2021
federer

Roger Federer, número oito do Mundo, mostrou-se esta quarta-feira muito desapontado pela forma como perdeu na segunda ronda do ATP 500 de Halle, na Alemanha, especialmente com o terceiro set. Ao contrário daquilo que é habitual, o suíço de quase 40 anos demorou muito tempo a rumar até à sala de imprensa para falar com os jornalistas, mas fez questão de justificá-lo.

“Demorei um pouco mais tempo porque não queria vir falar de cabeça quente. Fiquei muito desanimado e triste pela forma como o terceiro set correu. Senti-me parecido em Genebra, recentemente. Não gostei da minha atitude, derrotei-me muito a mim próprio. Foi mais um encontro importante com vista a objetivos maiores. Mudar de superfície não é fácil e o Felix Auger-Aliassime é um grande jogador”, confessou em declarações após o encontro.

Federer explicou ainda como se sente do ponto de vista físico. “O processo de reabilitação é muito difícil para mim. Mas muito importante. Todas as pessoas que já passaram por um processo destes, depois de várias operações, sabe aquilo que eu estou a dizer”.

Agastado, Federer pediu para responder apenas  a perguntas numa língua — inglês — ao contrário das três habituais.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.