Federer de fora por quatro meses: o (grande) impacto no seu ranking

Por José Morgado - Fevereiro 20, 2020
federer-ao

Roger Federer, de 38 anos, decidiu submeter-se a uma artroscopia ao joelho direito, na Suíça, e vai falhar os próximos quatro meses da temporada, incluindo os torneios do Dubai, Indian Wells, Miami e toda a temporada de terra batida, onde tinha praticamente metade do seu ranking a defender. Ao todo, o suíço vai perder 3180 dos seus 7130 pontos, o que significa que vai regressar entre o sétimo e o oitavo posto do ranking ATP à entrada de Wimbledon.

No entanto, a situação do helvético no lote de cabeças-de-série pode ser atenuada pela fórmula especial de Wimbledon, que muito provavelmente lhe vai permitir manter-se dentro dos quatro primeiros cabeças-de-série, apenas atrás de Novak Djokovic, Rafael Nadal e Daniil Medvedev (Dominic Thiem defende muitos pontos nos próximos meses e é prejudicado pela fórmula de Wimbledon…). Nesse caso, evitaria Djokovic ou Nadal antes das meias-finais…

Esta é a segunda operação da carreira de Federer, depois daquela a que se submeteu ao joelho esquerdo em 2016. Aí, tentou voltar na terra batida, mas sem sucesso e acabou por comprometer mais tarde toda a segunda metade da época, pelo que o suíço estará a tentar faer as coisas de forma diferente desta vez de maneira a manter os seus objetivos (Wimbledon, Jogos Olímpicos e US Open) intactos…

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.