Evans ‘condena’ Djokovic e o Adria Tour: «Foi um mau exemplo»

Por Tiago Ferraz - Junho 22, 2020
Daniel-Evans

O tenista britânico Daniel Evans deu uma entrevista ao jornal britânico Metro onde diz que Novak Djokovic deve assumir as responsabilidades das suas ações que resultaram num torneio com público e sem distanciamento social.

“Eu acho que foi um mau exemplo. Mesmo que as restrições tenham sido levantadas naquele país e que se tenha voltado ao ‘normal’, eu próprio teria tentado proteger-me ao evitar, ao máximo, a proximidade com outras pessoas. Eu acho que houve um desprezo total nesse sentido”, disse.

Daniel Evans afirma ainda que esta situação que resultou em casos positivos em Grigor Dimitrov e Borna Coric:

“É muito triste que o Grigor (Dimitrov) e o (Borna) Coric tenham o vírus, mas se analisarmos bem a questão será que isto é surpreendente? Eu acho que esta é a questão que nos devemos perguntar. Acho que devemos, definitivamente, aprender com isto. Espero que não haja dúvidas quanto ao US Open devido a eventos infelizes”, afirmou.

Questionado sobre se Novak Djokovic deve dar uma melhor imagem e exemplo devido ao seu cargo de presidente do Players Council, Evans responde e não tem dúvidas:

“Eu acho que a sua questão responde à minha visão. Sim, eu acho que sim. Quer dizer, não sei. Eu não sei como é que isto funciona e como é que se fica num cargo destes (presidente do Player’s Council), mas dito isto, não acho correto que hajam festas com danças sem distanciamento. Agora temos dois grandes jogadores que testaram positivo devemos sentir que este evento deve assumir alguma da responsabilidade”, salientou.

Recorde-se que Nick Kyrgios também já reagiu aos casos positivos, em particular, de Borna Coric e deixou muitas críticas à organização do torneio Adria Tour.

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.