Elina Svitolina vem ao Jamor jogar o ITF W100 de Oeiras

Por José Morgado - Março 29, 2023
svitolina-usopen

Elina Svitolina recebeu o primeiro convite disponível para o quadro principal de singulares do Oeiras Ladies Open, ITF de 100.000 dólares que a Federação Portuguesa de Ténis organizará, entre os dias 16 e 23 de abril, no Complexo de Ténis do Jamor, em Oeiras, e que será o maior torneio feminino a acontecer em Portugal desde 2014. 

A tenista ucraniana de 28 anos vai regressar na próxima semana ao circuito, no WTA 500 de Charleston, depois de uma paragem de um ano para ser mãe pela primeira vez fruto da relação com o também tenista de elite Gael Monfils. 

Quando iniciou a pausa competitiva, Svitolina estava na 20.ª posição do ranking mundial. Mas o palmarés da jogadora de Odessa é ainda mais recheado: em 2017 foi número três mundial, em 2018 venceu o WTA Finals (o “Masters” que reúne as oito melhores jogadoras da época), em 2019 jogou duas meias-finais em torneios do Grand Slam (Wimbledon e US Open) e regressou à final do “Masters” e em 2021 tornou-se na primeira tenista ucraniana a conquistar uma medalha olímpica ao garantir o bronze em Tóquio. 

No currículo, Elina Svitolina conta com um impressionante saldo de 16-3 em finais ao mais alto nível. Para além do já referido título no WTA Finals de Singapura, em 2018, destacam-se os troféus de campeã nos WTA 1000 de Roma (2017 e 2018), Toronto (2017) e Dubai (2017).

A lista de inscritas no quadro principal de singulares do ITF W100 Oeiras Ladies Open será divulgada em breve.

Em simultâneo realiza-se ainda o ATP Challenger 125 Oeiras Open, cuja lista foi divulgada na terça-feira. Um dos destaques do torneio será a presença de João Sousa (atual 156.º classificado no ranking ATP), que disputará pela primeira vez um torneio do circuito secundário em Portugal desde que venceu em Guimarães no verão de 2013.

Tal como o vimaranense de 33 anos, Gastão Elias (222.º) e Frederico Silva (228.º) também obtiveram entrada direta num quadro principal que conta com quatro jogadores do top 100 mundial entre os inscritos: os franceses Adrian Mannarino (62.º) e Arthur Rinderknech (72.º), o norte-americano Michael Mmoh (90.º) e o carismático australiano Thanasi Kokkinakis (94.º).

No mesmo Complexo de Ténis do Jamor, mas na semana anterior (10 a 15 de abril), a Federação Portuguesa de Ténis organizará outra competição de relevo: o Grupo II da Zona Europa-África da Billie Jean King Cup, que a seleção portuguesa disputará juntamente com outras 11 seleções, incluindo a Grécia de Maria Sakkari (atual número 10 WTA) e a Estónia de Anett Kontaveit (número dois em junho de 2022).

 

  • Categorias:
  • WTA
Apaixonei-me pelo ténis na épica final de Roland Garros 2001 entre Jennifer Capriati e a Kim Clijsters e nunca mais larguei uma modalidade que sempre me pareceu muito especial. O amor pelo jornalismo e pelo ténis foram crescendo lado a lado. Entrei para o Bola Amarela em 2008, ainda antes de ir para a faculdade, e o site nunca mais saiu da minha vida. Trabalhei no Record e desde 2018 pode também ouvir-me a comentar tudo sobre a bolinha amarela na Sport TV. Já tive a honra de fazer a cobertura 'in loco' de três dos quatro Grand Slams (só me falta a Austrália!), do ATP Masters 1000 de Madrid, das Davis Cup Finals, muitas eliminatórias portuguesas na competição e, claro, de 13 (!) edições do Estoril Open. Estou a ficar velho... Email: josemorgado@bolamarela.pt