Elias trava número um esloveno e Portugal fica muito perto da manutenção

O ‘mágico’ Gastão Elias, como ficou conhecido numa das eliminatórias disputadas, precisamente, no CT Viana, no ano passado, tirou da cartola um triunfo em parciais diretos para dar o segundo ponto a Portugal no confronto do play-off de manutenção no Grupo I da Zona Europa/África, diante da Eslovénia.

Com o court do CT Viana já parcialmente manchado pela sombra, o número dois nacional e 61.º mundial, que está a disputar pela primeira a Taça Davis enquanto elemento do top-100, derrotou Grega Zemlja pelos parciais de 6-4 e 7-6(1), em duas horas e 25 minuto, deixando a seleção nacional a apenas um ponto da vitória na eliminatória.

Depois de um set marcado por várias trocas de break, em que o jogador da Lourinhã mostrou ser o jogador com mais pulso no momento decisivo, a segunda partida começou igualmente irregular. Os dois jogadores só “acertaram” com o seu serviço na fase final do set, sendo necessário ir a tie break para tirar as teimas. Nessa altura, Elias foi irredutível e dilatou e cedeu apenas um ponto.

 Na terceira partida, os jogadores foram firmes no seu serviço, contrariando a tendência que se registou nos dois primeiros parciais. A primeira e única quebra surgiu no décimo jogo, quando o jogador da Lourinhã se agarrou ao jogo de serviço do número da Eslovénia e fez o 6-4, dilatando a vantagem de Portugal.

Portugal segue, assim, para o segundo dia da eliminatória, dedicado ao duelo de pares, a precisar de apenas mais um triunfo para garantir a manutenção no Grupo I.