Domingues não teme Millman: «Tenho as minhas chances e acredito em mim»

Por Susana Costa - Abril 30, 2019
Joao-Domingues

O seu histórico no Millennium Estoril Open é sobejamente conhecido, merecendo, até, o respeito do seu próximo adversário, John Millman, mas João Domingues não se dá por contente. O objetivo passa, nesta quarta-feira, por superar o seu melhor resultado em casa, alcançando pela primeira vez os quarts-de-final de uma prova ATP.

Em jeito de antevisão, o jogador de Oliveira de Azeméis garante não estar intimidado com o australiano de 29 anos,  50.º ATP, que conta com um triunfo sobre Roger Federer seu no currículo (Open dos Estado Unidos 2018). “Não me sinto intimidado. Respeito! É um grande jogador, mas sempre que entro em court tenho as minhas chances, sei que consigo jogar a um bom nível e acredito em mim”, disse o número três português.

Ainda que seja um adversário mais ‘dado’ ao piso rápido, Domingues está certo de que “vai ser um encontro duro, o Millman é mais um bom jogador”, adiantando que “jogar em terra batida pode ser uma mais-valia” para si.

Depois de derrotar o também australiano Alex de Minaur, um dos grandes nomes da nova geração do ténis mundial, na jornada de ontem, Domingues volta ao court neste dia 1 de maio, às 13h, para o compromisso de singulares, e ao final da tarde, para o de pares.

 

Susana Costa
Descobriu o que era isto das raquetes apenas na adolescência, mas a química foi tal que a paixão se mantém assolapada até hoje. Pelo meio ficou uma licenciatura em Jornalismo e um Secundário dignamente enriquecido com caderno cujas capas ostentavam recortes de jornais do Lleyton Hewitt. Entretanto, ganhou (algum) juízo, um inexplicável fascínio por esquerdas paralelas a duas mãos e um lugar no Bola Amarela. A escrever por aqui desde dezembro de 2013.