Djokovic, sempre ele, mantém a Sérvia viva nas meias-finais da Davis

Por José Morgado - Dezembro 3, 2021
djokovic

Novak Djokovic, número um do Mundo e campeão de Grand Slam por 20 ocasiões, manteve esta sexta-feira a seleção da Sérvia na luta pela conquista de uma segunda Taça Davis (depois de 2010), ao igualar o confronto das meias-finais diante da Croácia, em Madrid, que será resolvido num muito aguardado encontro de pares decisivo.

Depois de ver Dusan Lajovic perder com Borna Gojo no primeiro duelo individual líder mundial derrotou no segundo encontro de singulares o croata Marin Cilic, ex-top 3 e atual 30.º, por 6-4 e 6-2, num encontro interessante até ao início do segundo set, mas no qual o sérvio de 34 anos fez a diferença nos momentos importantes da primeira partida diante do croata de 33, que não jogou mal, mas nunca conseguiu ameaçar verdadeiramente o sérvio, que depois não deu hipótese na segunda metade do encontro.

Agora, a meia-final dos Balcãs vai ser decidida através de um aliciante duelo de pares entre os campeões olímpicos Mate Pavic e Nikola Mektic, líderes do ranking de duplas, e os sérvios Novak Djokovic e Nikola Cacic, que venceram o duelo decisivo de pares nos quartos-de-final, diante do Cazaquistão.

Esta é a primeira eliminatória em mais de oito anos que conta com os números um de singulares e pares, pelo que tê-los frente a frente no encontro decisivo de pares acaba por ser o final perfeito para mais uma grande jornada de Taça Davis.

 

 

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.