Djokovic perde a jogar ao Quem-é-Quem e vira a mesa do avesso

Por Bola Amarela - Janeiro 22, 2020

Ser calmo ou não ser calmo, eis a questão que fez Novak Djokovic virar do avesso a mesa de jogo. O sérvio de 32 anos deixou as raquetes e o court de lado e juntou-se ao comediante australiano Andy Lee para uma descontraída mas acérrima partida de Quem é Quem?, numa versão composta totalmente por caras conhecidas, quero do mundo do ténis, quer do espetáculo.

Djokovic ficou com a carta “Samantha Stosur” na mão e a Andy Lee calhou não outro que o próprio sérvio. Novak Djokovic teria, assim, de adivinhar que o trunfo do seu adversário era Novak Djokovic.

O jogo começou tranquilo e amigável, mas viria a ganhar ânimo quando o número dois mundial perguntou a Andy Lee se a sua personagem era “uma pessoa calma”. “Eu diria… calma”, respondeu o humorista.

Com esta resposta, o sérvio apressou-se a eliminar do seu tabuleiro Bernard Tomic, Nick Kyrgios, Elton John, John McEnroe e ele próprio: “Novak Djokovic, obviamente”. Ficando apenas com os jogadores conhecidos por manter a cabeça fria em court, o jogador dos Balcãs optou por apontar Roger Federer como resposta final.

Foi então que o mau perder – ou a faceta humorística – de Djokovic se manifestou. “O que é que queres dizer com ‘calmo’? Estás a gozar comigo?”, disparou campeão de 16 títulos do Grand Slam, atirando a mesa ao chão.

Para ver do início ao fim:

Bola Amarela